Arqueologia em linhas de transmissão no RN

Rio Grande do Norte

Chesf-JCamara-Extremoz1
Fragmento de concha.

As grandes obras de infraestrutura, principalmente no setor de energia (linhas de transmissão e parques eólicos), que vêm sendo implantadas no nordeste do Brasil têm impulsionado as pesquisas arqueológicas na região.

Entre 2012 e 2013, a A Lasca Arqueologia conduziu as pesquisas para licenciamento de uma Linha de Transmissão da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), somando cerca de 100 km de extensão, no Rio Grande do Norte.

Foram encontrados e resgatados três sítios arqueológicos próximos aos municípios de Touros e São Gonçalo do Amarante. Após as análises em laboratório, os arqueólogos concluíram que os sítios apresentam ocupações associadas a três grupos: um mais antigo, pré-ceramista, de caçadores-coletores de período arcaico; o segundo, de agricultores ceramistas de Tradição Tupiguarani ou Sistema Regional Tupinambá; o terceiro, mais recente, de populações rurais históricas.

Prancha 5 instrumento
Instrumento lítico bi-convexo, provavelmente utilizado para raspagem.

Veja as notícias relacionadas:

RN é o 5º do país nos pedidos para estudos arqueológicos

Acervo do RN tem 500 mil peças

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s