Estudos arqueológicos em Guarulhos

[ATIVIDADE DE ESCLARECIMENTO]*

No dia 11 de maio uma educadora patrimonial da A Lasca estará no município de Guarulhos (SP) para realizar atividades de esclarecimento à população local sobre a necessidade de estudos arqueológicos para o licenciamento ambiental de empreendimentos. Serão distribuídos folhetos explicativos em aparelhos educativos e culturais do bairro do Cabuçu.

Essas ações de esclarecimento e extroversão integram o projeto de Avaliação de impacto ao patrimônio arqueológico na área da Ampliação do Aterro Sanitário Guarulhos, empreendimento localizado no município. Esse projeto foi autorizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, órgão do Governo Federal responsável pela gestão do patrimônio arqueológico, por meio da Portaria n.º 16, de 17/4/2017.

Por que são necessários esses estudos?

Sítios arqueológicos são bens da União e são protegidos por legislação federal, Lei n. 3.924/61, sendo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan o órgão responsável pela proteção desses sítios. A legislação objetiva a proteção desses bens e exige estudos prévios como forma de garantir a redução dos impactos ao patrimônio arqueológico durante a implantação de atividades e empreendimento potencialmente modificadoras do meio ambiente.

Para que se possa ter sucesso na proteção dos bens culturais, sejam os arqueológicos ou quaisquer outros, é importante o entendimento de que todos nós somos responsáveis por cuidar desses bens para que as gerações futuras possam conhecê-los.

Esta ação busca estimular as percepções e envolver os moradores com seu patrimônio, desenvolvendo, ou ainda, exercitando noções de pertencimento, de identidade e alteridade. Estas atividades são forma de diálogo entre os pesquisadores e a comunidade, visando à valorização, ressignificação e proteção do patrimônio arqueológico e cultural da cidade.

Bens culturais

Bens culturais são elementos representativos da história e da cultura de um lugar e que são importantes para o grupo de pessoas que ali vivem. No bairro do Cabuçu, podemos citar entre outros:

  • Capela do Senhor Bom Jesus da Cabeça – situada às margens da Estrada do Cabuçu. Construída em 1850 por Mestre Raymundo (Raymundo Fortes), negro escravizado que trabalhava nas terras de Joaquina Fortes Rendon de Toledo. Anualmente em agosto acontece no bairro a festa em devoção ao Bom Jesus da Cabeça. (Fonte: AAPAH)
AHG_Bom-Jesus-da-Cabeça_sem-data_1
Capela do Senhor Bom Jesus da Cabeça (imagem: disponível em: http://aapah.org.br/2016/05/10/capela-do-senhor-bom-jesus-da-cabeca/)

 

  • Reserva Estadual da Serra da Cantareira – tombada em 1983 pelo Condephaat em 1983. Trata-se de um bem ambiental e paisagístico, cujo Núcleo Cabuçu no município de Guarulhos é parte integrante da Reserva.
20536-1978-principal
Reserva Estadual da Serra da Cantareira (Foto: Condephaat)

Mais informações podem ser obtidas na Listagem dos Bens Tombados, disponível no portal do Condephaat.

Você sabia que na sua cidade há sítios arqueológicos?

Consta, no Cadastro Nacional de Sítios Arqueológicos – CNSA/Iphan, ao menos um sítio registrado no município de Guarulhos:

Sítio Garimpo de Ouro do Ribeirão das Lavras (CNSA: SP01045)

Sítio histórico de mineração de ouro com evidências de uso e ocupação do espaço desde o início do século XVII.

Outros sítios arqueológicos localizados na bacia hidrográfica do Alto Tietê podem ser mencionados, tais como:

Sítio Juqueri (SP01065), em Cajamar

Vestígios históricos de edificações em cone coluvionar próximo ao rio Juqueri-Carapicuíba.

Sítio Cotia 01 (SP00991), em Cotia

Sítio histórico com presença de arrimos de pedra e concentração de telhas e tijolos associados.

Fonte: Cadastro Nacional de Sítios Arqueológicos – CNSA/Iphan

 

Alguns links para saber mais sobre o patrimônio arqueológico e geológico de Guarulhos:

São Paulo Antiga

Geoparque Ciclo do Ouro

Portal Maromomi

 

A quem comunicar caso encontre vestígios arqueológicos na cidade:

Superintendência do Iphan no Estado de São Paulo
Telefones: (11) 3826-0744 / 3826-0905 / 3826-0913
Para saber mais:

Centro Nacional de Arqueologia – Licenciamento Ambiental – Educação Patrimonial

* ESCLARECIMENTO À COMUNIDADE LOCAL EM ATENDIMENTO À INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 1/2015 E PORTARIA N. 137/2016 DO IPHAN.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s